terça-feira, 25 de setembro de 2012

Hoje, vinte e cinco de setembro de dois mil e doze apocalíptico, pela primeira vez na minha vida, chorei de angústia pura e simples.
Estou desaprendendo a ser paciente, tudo bem... eu sempre quis tudo de uma vez, mas já não dá mais pra confiar no tempo do acaso, tempo de Deus, sei lá. Eu quero agora.
Já não dá mais pra fingir que a minha vida não é uma grande pegadinha do Destino. Talvez eu esteja enganada, talvez eu não tenha nascido pra mudar a vida de ninguém e sim eu tenha sido apenas um acidente de percurso.
A cada infortúnio eu quebro mais um pouco, perco um pouco da minha fé de que tudo vai dar certo.

Nenhum comentário: